© Mundo Universitário
Academia Wikipédia no Porto
Numa iniciativa inédita, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e a Associação Wikimedia Portugal trazem ao Porto os responsáveis da Wikimedia Foundation (entidade que gere a mais famosa enciclopédia online).
Por Graziela Costa | gcosta@mundouniversitario.pt
Dia 16 de Abril, a Exponor recebe uma palestra de Kul Takanao Wadhwa, Head of Business Development da Wikimedia Foundation, sessões de debate sobre temas relacionados com a Wikipédia, como o recurso a esta ferramenta nas salas de aula, entre outros.
Sensibilizar, promover a procura e atrair a colaboração de estudantes, professores, investigadores e outros especialistas para a Wikipédia.
A entrada é livre mas sujeita a registo. Para este efeito e para informações sobre o programa consulta a seguinte URL: www.academia-wikipedia.org.
09.04.2010
COMENTAR
ENVIAR AMIGO
IMPRIMIR
comentários
de Virgílio A. P. Machado...
A Wikipédia precisa de si e de todos nós A Wikipédia em língua portuguesa foi a quinta a ser criada, em Maio de 2001. Com mais de meio milhão de artigos, ocupa, actualmente, o nono lugar, mas já esteve na quinta posição, em número de artigos. A Wikipédia é escrita por milhares de anónimos. As estatísticas e natureza das edições dos wikipedistas registados permitem-lhes ser legíveis como reversores e administradores. Desde que, por motivos profissionais, comecei a editar na Wikipédia, há três anos atrás, que a minha experiência tem passado por uma sucessão de peripécias. Após um início algo atribulado, os alunos de uma das disciplinas que lecciono, numa universidade portuguesa, editaram artigos da Wikipédia, à semelhança do que já faziam muitos colegas, na Wikipédia em outras línguas, nomeadamente na inglesa. Ao longo desses três anos, tive oportunidade de conhecer o que se passa nos bastidores da Wikipédia. A Wikipédia é um bem comum, mas, votando uns nos outros, um pequeno grupo de cerca de 40 pessoas tomou conta da hierarquia formal da Wikipédia, instalando-se na respectiva administração. Estes «operacionais», têm, por inerência, poderes praticamente ilimitados e discricionários e acesso a todos os outros cargos da hierarquia. Desde 6 de Outubro de 2009 que não há nenhum administrador do sexo feminino. De nacionalidade portuguesa são 7. Num universo de mais de 22 mil wikipedistas registados, as votações, por maioria de dois terços, podem ser «resolvidas» por 4 votos contra 2. A média de votos com que foram eleitos os actuais «administradores» é de 38, mas há quem tenha sido eleito por 10 votos. O número de votos expressos, nessas «eleições» não ultrapassa os 70. A percentagem de votos favoráveis em relação aos votos expressos é, em média, de 92 por cento e mais de um quarto dos administradores foi eleito com 100 por cento dos votos expressos. Outro processo de decisão é o «consenso». «Quem cala consente» é a expressão máxima do «consenso». A primeira frente de intimidação é aos anónimos não registados, que são acusados de cobardia por não se registarem. Segue-se a recepção aos «novatos» que acabaram de se registar. É só fazer algo de errado ou considerado errado, para se ser objecto de toda a espécie de ameaças e impropérios. Ofertas de ajuda são raras e muitos «novatos» nunca as chegam a ter. Estes atritos iniciais levam milhares de potenciais colaboradores a desistirem de editar a Wikipédia. A maioria dos que ficam tenta passar ao lado destes conflitos e nunca mais dá cavaco a ninguém, para não terem aborrecimentos. Um pequeno número «agacha-se» e começa a sua ascensão na hierarquia. Uns poucos vão oferecendo alguma resistência, até se cansarem e desaparecerem, ou serem um «problema resolvido». Há uma violação sistemática das regras da Wikipédia pelos administradores e membros da «comunidade», que gozam de total impunidade ao mesmo tempo que impõem, ferozmente, as mesmas regras, a quem teve alguma vez a ousadia de os criticar. Decidem em causa própria, negando qualquer defesa aos editores a quem, de uma penada, acusam e impedem de editar. Permitem toda a espécie de achincalhamentos a quem não lhes agrada e atacam violentamente quem se atreve a fazer-lhes frente e desafiar a sua «autoridade». Recorrem, sem qualquer hesitação, à mentira, à calúnia e à intimidação. Os que aparecem, oferecendo-se para «ajudar», são os mesmos que solicitam que o editor seja impedido de editar, quando este não lhes faz todas as vontades. A ignorância, falta de preparação e educação de uma «comunidade» onde, naturalmente, os brasileiros se encontram em grande maioria. leva a um enviesamento de critérios resultando na eliminação de artigos sobre matérias referentes a Portugal. No ano de 2009, foram eliminados artigos sobre Paula Rego, os Bombeiros Voluntários da Cacilhas, várias organizações estudantis e populares, empresas públicas, toda a espécie de profissionais e a história de Portugal. A Wikipédia é uma enciclopédia onde todos deviam poder editar. É grátis e aprende-se a editar rapidamente. Usa um tipo de programa (wiki) com potencial para todo o género de aplicações. É importante aprender a escrever num wiki, como aconteceu com os processadores de texto e folhas de cálculo. É uma ferramenta informática, vocacionada para bases de conhecimento e trabalho colaborativo. A Wikipédia tem artigos sobre quase tudo, com os quais pode aprender um pouco mais ou para os quais pode contribuir com algum material que fez ou faz parte das suas leituras. O que é intolerável é o clima de medo, opressão e desrespeito que se instalou na Wikipédia em Português. A mudança só pode acontecer quando as qualidades humanas da «comunidade» se alterarem para melhor. Para isso é preciso que o número de editores educados, civilizados e activos seja o maior possível. O primeiro passo, para que isso possa acontecer, é aderir ao grupo ou causa Wikipédia lusófona aqui no Facebook, o que lhe permite ser informado de oportunidades em que a sua intervenção na Wikipédia pode fazer toda a diferença. Procure o grupo «Wikipédia lusófona» na barra, no topo da página, à direita de «facebook» e peça para «Aderir». O endereço da causa com o mesmo nome é: http://apps.facebook.com/causes/450026/61811847 e basta «Aderir à causa». O passo seguinte e ainda mais importante é o registo na Wikipédia. É muito simples. Basta abrir a página http://pt.wikipedia.org/wiki/Especial:Entrar/signup e seguir as instruções. A Wikipédia precisa de si e de todos nós. Virgílio A. P. Machado (Professor Universitário)
24-04-2010 08:15

Neste momento não há passatempos a decorrer.